A Importância da Harmonia dos Vinhos com a Comida (Continuação)

A Importância da Harmonia dos Vinhos com a Comida (Continuação)

No último artigo que publicamos fizemos referência a vários fatores a ter em conta no que respeita á harmonia do vinho com a comida.

Entre estes, realçámos, a importância do sal na comida ou os taninos no vinho, bem como o peso, a intensidade aromática, a acidez ou o açucar, em ambos.

Neste artigo, daremos alguns exemplos práticos relativamente à carne de frango:

1. O frango cozido em água e sal torna-se muito leve pelo que é apropriado a uma dieta, e não deve ser acompanhado com vinho;

2. No entanto, se ao mesmo frango adicionarmos uma maionese ou molho, e se a estes juntarmos uma salada, aumentando-lhe o peso, então um vinho branco leve e jovem é o recomendado, por exemplo o Vinho Portada Branco

3. Caso entenda fazer um frango assado no forno ou no churrasco, aumentando ainda mais o seu peso, e ainda adicionar as tradicionais batatas fritas, um rosé seco ou um tinto ligeiro são os mais aconselháveis por exemplo o Vinho Casa do Lago tinto

4. Caso opte por um guisado (por ex. frango na púcara), com bacon, cebolinhas e/ou cogumelos, aumentando ainda mais o seu peso, um bom tinto da região de Lisboa é o recomendado por exemplo o Vinho DFJ Touriga Nacional & Touriga Franca

5. Se for o frango de cabidela o escolhido, com o caracteristico vinagre a realçar os sabores, o vinho verde é perfeito;

6. Por último, se o frango for guisado com recurso a especiarias (por ex. caril) e malaguetas, ao bom estilo Indiano, esqueça o vinho, beba uma cerveja bem gelada.

Em resumo, o peso de um prato depende, e muito, para além do alimento, do tipo de cozedura, dos temperos, assim como do acompanhamento.

Veja os aromas e acompanhamentos que temos para lhe oferecer, assim como a nossa gama de vinhos, nos nossos Cabazes, e em www.roteirodesabores.pt.